BLOG

Especial

Festas na web

Vamos tentar responder algumas questões, como quais as vantagens e desvantagens; como o consumidor está comprando; e quais as tendências para 2019. Para isso, pedimos a ajuda de empresas que conhecem o mercado a fundo para responder a essas e outras perguntas e dar uma mãozinha para você que está pensando em começar um negócio virtual de produtos e serviços para festas e eventos.

A primeira coisa a estar atento é para o comportamento dos consumidores. Todas as pesquisas atuais apontam para o crescimento das compras via celular. Há até quem diga que as compras feitas pelo telefone podem ser ainda maiores do que as feitas pelo desktop! Então, a loja virtual tem que ser responsiva, ou seja, se adaptar à tela do computador; e o processo da transação tem que ser simples, rápido e seguro.

Outro item importante a ser levado em consideração é a divulgação da sua loja. Sai na frente quem consegue aliar mídia impressa com digital e presencial. Quem aposta exclusivamente em redes sociais pode pagar mais caro em 2019. Além disso, o número de ofertas está cada vez maior, com o fortalecimento de redes como o Youtube, e o anúncio de que o WhatsApp vai oferecer espaços pagos. Enfim, estar atento às mudanças de tudo o que diz respeito às tecnologias é fundamental para não ficar para trás. 

Balões marca única
A Balões Delivery (@baloes.saoroque) aposta em conveniência. No e-commerce o cliente encontra o portfolio completo de balões, que são vendidos em pacotes fechados. “Nossos clientes são em grande parte profissionais da arte com balões e mães que buscam por tipos, tamanhos e cores de balões que não encontraram onde costumam comprar”, conta Guilherme Chueiri de Souza, gerente nacional de vendas e marketing. Toda a linha da Balões São Roque pode ser encontrada na Balões Delivery, inclusive os lançamentos Perolado, Neon, e em fevereiro entra também o Metallic Balloons.

Todo o processo é feito de maneira rápida e segura pela internet seja no celular, tablete ou desktop. Depois é só esperar o produto chegar. O e-commerce Balões Delivery tem tudo o que é preciso para oferecer segurança, praticidade e agilidade para o cliente. “O e-commerce significa praticidade e conveniência, ou seja, o cliente quer comprar o balão e fazer sua decoração, sem perda de tempo”, diz Guilherme.
 
O consumidor conhece a Balões Delivery através do site da Balões São Roque, que investe em buscador (Google), posts em mídias sociais e impressos, como folders, cartão de visita e a própria revista Arte com Balões e Festas. E o mais importante: se mantém preparado para não perder vendas pelo caminho.

Infladores e acessórios 
A Air-Pump Balloons (@airpumpballoons) trabalha com uma loja virtual própria que possibilita total controle de pedidos e estoque. Ela é responsiva, e de uso simples e rápido. Um sistema moderno e cuidados com a hospedagem garantem o bom funcionamento do processo. “Tem uma pessoa que acompanha a evolução dos sistemas para lojas virtuais”, fala Wilson Fernando Fraga, proprietário. “Também temos um link direto do site para o Whatsapp, que funciona como canal de comunicação direta com o cliente para tirar possíveis dúvidas”, completa.

A implantação da loja virtual deve ser cercada de cuidados, mas uma vez criada e em pleno funcionamento, os resultados aparecem. A principal vantagem para a Air Pump Balloons é escapar de aluguéis caro. Além disso, as vendas acontecem todos os dias da semana e 24 horas por dia, diferente de um estabelecimento físico. 

Mas na hora de enviar o produto os cuidados devem ser triplicados. “Dependendo do seu sistema de logística, você tem que fazer embrulhos exageradamente reforçados para evitar danos dos produtos nos Correios. Às vezes só é possível enviar por transportadora e isso muitas vezes complica um pouco. E caso o cliente se arrependa da compra, você tem prejuízos com frete para devolução. Um dos maiores riscos nessa forma de trabalho são fraudes feitas com uso de cartão clonado, ou por pessoas que compram e depois cancelam o cartão alegando que não reconhece a compra. Na venda presencial os riscos de fraude são menores”, acredita Wilson.

O carro-chefe da AirPump é o inflador Maxi Turbo 4B. Para potencializar as vendas, a empresa aproveita todos os espaços possíveis: leva sua marca para feiras do segmento, patrocina cursos presenciais e transmitidos pelo Youtube, investe em panfletos, anúncios em mídia social, buscador (Google) e revista especializada. “Os maiores retornos vêm do Google, de divulgações como a revista Arte com Balões e Festas e de patrocínios de cursos, que fixam a minha marca no mercado”, revela. 

Balões nacionais e importados
O e-commerce da Fly Balão (@flybalao) vende diversas marcas de balão nacionais e importadas. A empresa só vê vantagens nesse sistema de vendas: é ágil, seguro e tem conseguido manter a pontualidade na entrega. O cliente é atendido do modo como preferir: pode escolher os produtos pela internet, pagar e retirar na loja física; pode fazer o pedido pela internet e pagar na entrega; ou ainda solicitar entrega no mesmo dia (há regras).

Além do e-commerce Fly Balão se adaptar às diferentes telas de computador, tablet e celular, há um sistema de atendimento automatizado que filtra e orienta os clientes nas dúvidas mais comuns. Essa ferramenta tem sido muito usada nos últimos tempos, pois agiliza o atendimento e resolve questões pontuais mesmo fora do horário comercial. O bot, como é chamado, é apenas uma das formas de se manter conectado com o cliente. Telefone, WhasApp, E-mail marketing, folders impressos, mídias sociais, site e revista também fazem parte da gama de possibilidades de manter o cliente próximo da marca. Uma das estratégias é mostrar inspirações para serem usadas nos próximos eventos que o consumidor realizar.

Grande parte dos clientes da Fly Balão pesquisam inspirações pela internet e fazem a compra pensando na imagem escolhida. Por isso, a empresa se preocupa em trabalhar com balões que ofereçam múltiplas possibilidades de tons, além do que é tendência, como os metalizados, novas cores em látex, como coral, e os temáticos de lhama e cactos.

Vitrine virtual
Outro modo de se fazer negócios muito visto no setor de decorações de festas e eventos é o de usar um site como vitrine de produtos para o cliente ver o tipo de trabalho feito pela empresa. Esse portfólio digital muitas vezes é a própria rede social da marca – Instagram, Pinterest e Facebook. “As clientes entram em contato por e-mail ou Whatsapp e inicia o processo de vendas. Elas respondem a um questionário que será usado para elaborar o orçamento”, diz Daliana Oliveira, da Poá Poá Comemorações (@poapoacomemoracoes), empresa comprometida em oferecer uma experiência de festa para o cliente.

Como o cardápio de serviços inclui da decoração e alimentação a entretenimento e papelaria personalizada, o atendimento tem um cuidado todo especial. A empresária conta que usa mensagens automáticas para responder rapidamente o cliente. “Tudo é feito para atender cada um separadamente, por isso o processo de orçamento ajuda muito”, conta Daliana. “O cliente percebe o quanto ele é importante para nós, e tem ciência de qual é o momento que será atendido”, completa. Além das respostas automáticas, orçamentos de referência e material de apresentação da empresa ajudam a cativar o cliente.

Uma versão atual do site está sendo preparada, agora responsivo, para oferecer uma experiência ainda melhor de compra para o cliente. Isso certamente ajudará a alavancar ainda mais as vendas da empresa, que usa o telefone como instrumento para concluir a negociação. 

 

Clique aqui e veja mais fotos e leia a Revista completa!