BLOG

Coluna do Eduardo Seite

COLUNA DO SEITI

Mito ou Verdade?

O nosso conhecimento sobre o mundo dos balões não para de aumentar. Num dia descobre uma nova técnica de balão, no outro ficamos sabendo de uma nova textura de balão. O problema é o que surge no meio deste turbilhão de informações, novidades e novas perguntas.  Segundo um ditado português: “Quem conta um conto acrescenta-lhe um ponto”. Decidi testar a sua capacidade para encontrar a diferença entre a verdade e mito em 8 questões. Todas relevantes para a nossa querida área. Quais das seguintes afirmações são verdades ou mitos? Está pronto? Pode começar!

1 – A técnica orgânica ou desconstruída foi criada neste milênio. Mito ou verdade?

Mito. Desde a década de 1990 do milênio passado já se fazia esta técnica. Muito utilizado por designer floral que se tornou designer de balão. Esta técnica foi utilizada em várias esculturas de competições no IBAC (Intenational Balloon Art Convention).

2 – A técnica de guirlanda guiada foi criada neste milênio. Mito ou Verdade?

Mito. Usando Foam Board, na década de 1990 foram criados várias técnicas usando este material com balão. Na época eram usados bisturi para realizar o corte do Foam Board.

3 – Ao inflar os balões, trabalhar em pé cansa menos que trabalhar sentado. Mito ou verdade?

Verdade em parte. Trabalhar em pé ajuda a distribuir o esforço no corpo porque usa a mão, os braços e a coluna. Trabalhar sentado faz com que todo o esforço seja feito com o braço e as mãos, cansando mais quem infla os balões. Porém especialistas recomendam repouso após duas horas de trabalho em pé. Se for criada uma estação de trabalho com boa ergonomia pode transformar a inflagem sentada menos cansativa.

4 – Guirlanda com balões de 11” é mais cara que guirlanda com balões de 9”. Mito ou verdade?

Mito. Levando em consideração que o item que causa maior custo em uma decoração com balão é a mão de obra, uma guirlanda feita com balões de 11” demanda menos balões, menos tempo de montagem e tem menos perda para desenvolver a mesma metragem de guirlanda. A única exceção é quando se vende balões com gás hélio, isto porque o balão de 11” consome mais hélio que o balão de 9”.

5 – Durante um trabalho que dura toda uma noite vale mais a pena seguir trabalhando até terminar do que fazer um intervalo para comer. Mito ou verdade?

Mito. Além de o corpo retirar energia do músculo, tanto o corpo quanto a mente ficam mais fracos, caindo brutalmente o rendimento. Pode dar sono. Se o trabalho da decoração exige esforço, vale mais a pena dar um intervalo e alimentar a equipe do que esperar terminar para se alimentar.

6 – O custo é menor quando não faço estoque e uso os balões do lojista. Mito ou Verdade?

Verdade em parte. Quando se tem pouco capital de giro, esta pode ser uma solução. Entretanto em casos onde o lojista fica mais distante, o funcionário vai buscar o balão, e se o pedido for pequeno, o custo deste balão especificamente pode ficar muito alto. Pode ocorrer de dois pacotes de balão custar R$ 20, mais R$ 50 para buscar de carro. Trabalhar com estoque e ter o custo de buscar o balão uma vez por semana pode ser muito mais barato do que trabalhar sem estoque e ter o custo de buscar 12 vezes por semana. Uma compra em maior quantidade permite comprar no atacado, com custo muito menor.

7 – Tenho menor custo trabalhando com pedidos de cilindros menores de gás hélio. Mito ou verdade?

Mito. O custo do metro cúbico do gás hélio em cilindro maior (6 metros cúbicos para cima) é metade do custo do gás hélio em cilindro menor. Com o cilindro maior além de ter menos custo para buscar (o cilindro maior é entregue no seu estabelecimento), permite você arriscar em trabalhos com volume maior e maior lucro.

8 – Na minha cidade as pessoas não pagam este valor mais alto. Mito ou verdade?

Mito, mito e mito! O cliente não escolhe o decorador. E o decorador que escolhe o seu cliente conforme o produto que oferece. Muito provavelmente se o cliente da sua cidade não paga o valor mais alto para você, é porque o seu produto e serviço não atende a exigência deste cliente, e vai buscar decorador de outra cidade. Quem oferece melhor produto/serviço tem mais chances de encontrar os melhores clientes. O mesmo com o contrário. Para atingir este cliente é preciso aumentar o valor agregado no seu produto/serviço.

Clique aqui e veja mais fotos e leia a Revista completa!