BLOG

Especial

Escolha certa

Como acertar na decoração de balões 

Aquele evento aconchegante ou aquela festa em que todos se sentiram confortáveis certamente tiveram um profissional capacitado para definir como, o que e onde fazer para criar um clima agradável. Afinal, a decoração não é feita de modo aleatório. Ela é escolhida em função de vários fatores: utilidade, verba, espaço físico, tema etc. Mas mesmo com tudo planejado, imprevistos podem ocorrer na última hora e comprometer o resultado. Por isso, experiência e conhecimento são fundamentais, pois é preciso encontrar soluções rápidas. Convidamos três decoradores para falar sobre o assunto: Hellyann’s Pierre, Carina Dugonski e Everson Simizu. 

Jardim de borboletas 

No salão de condomínio de pé direito de sete metros, a equipe da Dan’ Pierre Balões realizou o sonho da cliente Mariana para comemorar o primeiro aninho de Bella ao criar 50 borboletas de balão presas com adesivo e nylon em alturas e com tamanhos diferentes – um trabalho minucioso que começou a ser montado na véspera. A cliente não queria painéis ou cenários. Como o local possui muitas aplicações de papéis de parede em tons envelhecidos e texturas, apostamos em deixar as paredes à mostra. O desafio foi criar os bichinhos se aproximando o mais possível do real. A festa deveria ainda contar com flores, balões desconstruídos, balões com gás hélio, enfim, tudo o que está em alta. O que mais atraiu os olhares foi uma gruta de flores montada sobre a mesa na mesa de bolo.  A decoração é de Lika Bley, designer floral, Simone Bley; e mobiliário, de Pauliane Pacholek.
 
Ouça, compartilhe, estude
“Costumo brincar com meus clientes de festas infantis dizendo que ao saber de uma gravidez o pensamento já corre para o tema da festa de primeiro aninho. Eles dão risadas e afirmam ser isso mesmo. É um sonho que se torna realidade! Cabe a nós ficar lisonjeados por fazermos parte deste sonho. Independente da idade do cliente, a primeira decisão é o tema da festa. Depois temos que considerar o local de realização, ou seja, o espaço físico. Não adianta desatar a falar de mil ideias e projetos sem saber se elas se encaixam no espaço do cliente. É muito importante conhecer o local da festa (mesmo que por imagens ou filmagens) para fazer uma sugestão adequada para a decoração dos sonhos. 
Ultimamente, muitas festas estão sendo realizadas em residências, salões de condomínios ou as chamadas festas íntimas. Em geral, nestes locais há móveis em excesso e nem sempre são adequados para um evento infantil, por exemplo. A função do decorador é encontrar uma forma de transformar esse ambiente, adequar o tema ao local e, o mais importante, atender as exigências e o orçamento do cliente, aliás, outro fator que conta muito na hora de definir a decoração. Ela precisa ser projetada, estudada, calculada. O importante é não pecar por excessos. Acho lindo ver pilares cobertos com balões, especialmente para festas infantis, mas preciso pensar no gosto e especialmente no orçamento do meu cliente. Além disso, nem sempre é necessário cobrir todos os pilares de um salão, pois às vezes eles são tão charmosos que apenas algumas decorações com balões com gás hélio realçam a beleza do local. Adoro trabalhar com Easy System, mas também gosto de inovar, trabalhar com guirlandas em vários estilos, duplet curvo, guirlandas desconstruídas.
Importante também é pensar que imprevistos acontecem e é preciso enfrentar sempre. Fatores como chuva, vento, sol forte, enfim, condições climáticas diversificadas são os que mais podem interferir na materialização da festa perfeita, por isso montagens e instalações ao ar livre são mais complexas. Já aconteceu de montarmos fachada debaixo de chuva muito forte! Outra situação que já passamos foi um pneu furado a caminho da montagem. Como somos prevenidos, saímos mais cedo e tudo deu certo, chegamos ao local na hora marcada. É importante trabalhar com sobra de tempo e acima de tudo com segurança no trabalho.
Meu conselho é ouça seu cliente, compartilhe ideias com ele, estude o local e procure encaixar o sonho dele no espaço e no orçamento da festa, faça acima de tudo sugestões cabíveis e criativas. Um cliente bem atendido é um cliente fiel e satisfeito!” 

Hellyann’s Pierre, da Dan’ Pierre Balões, 
de Curitiba (PR)

 

Surpresa no teatro

A organizadora de um evento que ocorreu dentro de um teatro não se informou e autorizou a chegada com antecedência de Carina Dugonski para a decoração de balões. Mas na hora ela foi barrada, pois só era liberada a entrada com 45 minutos de antecedência. Como seu carro não tinha espaço para comportar as peças montadas, ela precisava dar um jeito de montar as decorações. Não tinha mesa de apoio e tomada perto de onde iria ficar a decoração, somente a 30 metros dali. Então, ela desceu as coisas do carro, colocou tudo na porta e começou a montar a estrutura. Só então teve sua entrada liberada. Mas como a mesa de apoio era longe, inflava tudo, montava e depois colocava as peças no lugar. A equipe de montagem do som também estava no local e acabou interferindo também.  Experiente, no ano seguinte levou tudo semimontado, balões inflados e uma equipe junto. 
Prevenir é sempre a melhor solução
 “A decoração é escolhida através de vários fatores. Primeiramente, é muito importante conhecer o espaço do evento. Amplo, pequeno, alto, baixo, aberto, arejado, quente etc.. A decoração deve estar de acordo com o gosto do cliente visando esses fatores também. Se o espaço for pequeno e baixo  podemos optar por algo mais clean. Para espaços maiores e altos  podemos ousar mais e explorar teto, entrada, cantos vazios e por aí vai. Clientes que gostam das decorações ao ar livre devem ser alertados sobre fatores que interferir na festa, como chuva, sol e vento. As fotos ficam simplesmente maravilhosas, mas decoração com balões no sol, por exemplo, é meio complicado, pois no calor o balão perde aquele brilho intenso, e ainda corre o risco de murchar ou estourar; a chuva não prejudica os balões, pelo contrário, eles ficam lindos, brilhosos e intactos, mas se for uma chuva seguida de sol infelizmente não sobra nada. Ainda sobre as decorações externas é importante garantir que o trabalho não saia voando ou caia por causa do vento. Minha dica é: use pontos de amarrações, mas faça isso em locais próprios para evitar que pessoas se machuquem.
Essa é apenas uma de muitas interferências que podem acontecer. Veja alguns exemplos e sugestões de como resolver:


É preciso ficar atento com os desejos dos clientes. Alguns querem colocar muitas coisas em um único espaço o que causa poluição visual, quando tudo se vê, mas nada se encontra. Temos que ver cada detalhe com muita atenção para atender bem o nosso cliente. É preciso saber o que ele deseja em termos de cores, peças e o orçamento disponível. Mesmo que o cliente não disponha de muita verba, jamais deixarei de atendê-lo. Mesmo que seja uma decoração mais simples, pode ser preparada com o mesmo carinho e ficar bonita.”' 

Carina Dugonski, Instrutora de Arte com Balões, 
de Curitiba (PR) 

 

Cenário 3D

Everson Simizu conta que a preparação de uma nova aula é sempre desafiadora porque exigem a criação de novos temas e novas técnicas para cativar ainda mais os novos e velhos alunos. Para fazer bonito na sétima edição do Ideias Gigantes, em Curitiba (PR), onde ministrou um curso e deu uma aula conjunta com outros profissionais, ele desenvolveu uma nova técnica. O tema era selva e estava responsável por montar um cenário de fundo. Não queria repetir um mural simples ou um painel PDS simples, então criou a técnica do painel 3D, que dá a sensação de que os desenhos pulam pra fora do painel, com a montagem de uma árvore e nuvens. Hoje, essa técnica é muito utilizada para a montagem dos painéis desconstruídos (clusters de várias medidas) e em temas atuais, como o do Unicórnio, ensinado no Seminário de Balões do Vale da Paraíba, final de novembro.


Mantra pré-evento
“O principal propósito da decoração é a utilidade (trabalhamos com os sonhos dos clientes), a necessidade de um porque estar sendo solicitada facilita a venda, por exemplo: a decoração da mesa é importante, pois nela mostraremos qual o tema da festa; um arco ou decoração de entrada, indica que ali está ocorrendo um evento, e é por ali que devemos adentrar à festa. Se este local tiver pilares próximos à decoração principal, acho importante que seja coberto e que dê continuidade à decoração. A melhor forma de fazer isso, a mais elegante, é o EaSY System. Mas depende também da verba disponível para o evento.
Entre os imprevistos mais comuns que vivi está o esquecimento. Um dia era medidor, outro dia era nylon, outro, bomba manual, até que adotamos uma espécie de mantra (check list). Antes de sair para o evento recitamos: inflador, medidor, base, cano, ferramentas, balões. Depois que acostumamos a fazer isso, nunca mais esquecemos nada. Facilitou também sempre levar o projeto da decoração impresso, pois lá tem a quantidade de balões, os equipamentos (bases, canos, telas) necessários. Agora podem até acontecer imprevistos, mas nunca o improviso.”

Everson Simizu, da Simizu Festas e Eventos, 
de São Paulo

Clique aqui e veja mais fotos e leia a Revista completa!