BLOG

Mercado

É a sua cara!

Caricaturas de personagens da vida real ganham versão em balão

Colaboração em pesquisa e entrevistas: Marcelo Bixigão

Você certamente já viu caricatura em papel, foto do aniversariante impressa no balão e até o desenho da pessoa direto no balão. Mas o que está começando a pegar as festas são as caricaturas feitas com esculturas de balão. Personagens de desenho animado já são objetos de desejo em festas e eventos há bastante tempo. Estamos falando de caricaturas feitas com balão de personagens da vida real, ou seja, aniversariantes e convidados.
A modalidade é nova no Brasil, ou melhor, começa a cair na graça das festas infantis, de 15 anos, de adultos e de casamentos. No mercado internacional já é sucesso há algum tempo, e aqui promete marcar presença em todo lugar. “É um trabalho bem aceito e procurado pelas mães”, garante Éverson Cardoso, da Hocus Pocus Festa Show, de Gravataí (RS). Geralmente Everson é contratado para reproduzir em balões a figura da aniversariante destacando e exagerando algumas características pessoais com um toque de humor, e isso é que transforma o trabalho numa caricatura. 
Cardoso e a esposa Daiana têm uma grande vivência em circo, e levam para a festa diferentes atividades animadas, como desfile de fantasias, parabéns animado e show de mágicas. Na hora da escultura, o casal reproduz em balão personagens como heróis e princesas, mas um dia uma criança pediu uma forma que Cardoso não sabia fazer. “Nesse momento decidi me especializar em globoflexia e twist”, diz. Há dois anos resolveu investir em caricaturas também. “Quando me pedem um personagem dou essa sugestão e tem feito muito sucesso, pois é um trabalho diferenciado. É uma proposta que pode virar centros de mesa ou mesmo um agrado para os aniversariantes. Dá para trabalhar em casamentos, quinze anos, buffets infantis só fazendo esse tipo de escultura”, garante.
Outro profissional que descobriu o encanto das caricaturas em balão é Marcelo Bixigão, de Santo André (SP). Ele transforma o personagem criado em balões 160, 260, 350 e redondo em ventríloquo. A técnica foi desenvolvida por ele mesmo. “A caricatura vira um boneco falante!”, explica Bixigão. A ideia ganhou repercussão e desde o meio deste ano, a procura por caricaturas-ventríloquo de balão aumentou. Como é um trabalho rico em detalhes, não é possível produzir grandes quantidades em pouco tempo. Por isso, Bixigão presenteia o aniversariante com o boneco; se a criança tiver irmãos, eles também são presenteados; e os convidados se divertem com as esculturas de seus personagens e objetos favoritos.
Antonio Folguerar, o Tom Tom, já leva ao público essa possibilidade da escultura com balões há bastante tempo, inclusive em programas de TV. Mas é recente a onda que está tomando conta dos profissionais de balão em todo o Brasil. “Patrícia Godoy (PR) tem realizado trabalhos fantásticos com a técnica da distorção na hora de reproduzir pessoas. Este é o novo rumo no mercado do twist: as caricaturas em balões”, acredita Bixigão. 
Marcelo Clarindo da Silva, o Tio Alegria, também do ABC paulista, tem se desenvolvido na área das caricaturas e encantado personalidades, como Silvio Santos. 
Por falar em famosos, Paulo Cruz, da Artecombixigas, de São Paulo, parece que está em todas as festas de celebridades na cidade. “Fiz caricatura do Cobra Street, Raul Gil, Mamma Bruschetta, Anderson Silva... Tudo na hora, com as cores disponíveis ali”, fala Cruz. “A diferença entre a escultura normal e a caricatura é que a pessoa se encanta ainda mais porque se identifica, seja pela barba, bigode, olho, cabelo, sapato, roupa”. E fica igual? “Tento chegar perto, não fica uma perfeição, mas o pessoal gosta muito!”, garante. 

Twist no Brasil
Boa parte dos profissionais entrevistados conta que desenvolveram suas próprias técnicas para oferecer um trabalho diferenciado. O fato é que a maior parte tem dificuldade de acesso a cursos, congressos e eventos especializados no setor. Não que o mercado seja pequeno, não é, mas não há dados oficiais que apontam um número aproximado. Para incentivar o twist no Brasil, grupos têm se reunido para criar um ambiente de estudo e desenvolvimento.
O Fest Art Balloons já está confirmado para ocorrer de 6 a 8 de fevereiro, no Golden Ingá Hotel, em Maringá (PR). Os instrutores russos Sergey e Anatoly Shevchenko estarão no Brasil pela primeira vez para mostrar como trabalham com balões e quais técnicas usam. Em 2014 irmãos gêmeos começaram a trabalhar com balões e não pararam mais. São contratados para fazer de trabalhos simples até caricaturas. Cada vez mais populares na Rússia, os balões já fazem parte das festas de lá, inclusive casamentos. Eles vivem na República da Crimeia, na cidade de Krasnoperekopsk, no sul da Rússia. O lugar tem cerca de 40 mil pessoas e os irmãos dizem que é uma pérola no mar negro por ser um lugar muito bonito. Esperamos que a visita aos brasileiros valha a pena.
Outra boa notícia que chegou há pouco na redação da revista Arte com Balões e Festas é a realização, em setembro de 2018, do Twister Brasil - Seminário Internacional de Escultores de Balão, em São Paulo (SP). Como o evento acaba de ser lançado, ainda não temos informações sobre quem serão os instrutores convidados. Já aguardamos ansiosos por mais notícias. 

 

Clique aqui e veja mais fotos e leia a Revista completa!