BLOG

Inspiração

Cura pela alegria
Festa é vida! E Jéssica Amanda Mazarella, da Jessica Balões, de Campinas (SP), descobriu isso e hoje distribui felicidade com balões.

Uma notícia inesperada mudou a vida de Jéssica. Em 2011, descobriu que estava com o tipo mais grave de leucemia, doença vulgarmente conhecida como câncer no sangue. Àquela altura seu futuro estava planejado: cursava o último ano de licenciatura para Educação Física, trabalhava em um hospital psiquiátrico e, nos fins de semana, fazia bico de garçonete em buffet infantil para complementar a renda. Com o diagnóstico veio o susto, e o tratamento. “Minha imunidade estava lá embaixo, e já fiquei internada para fazer quimioterapia. Passei 21 dias no hospital. A partir daí, minha rotina mudou completamente”, lembra Jéssica.


Numa família de seis irmãos, três eram compatíveis para o transplante de medula óssea, que foi feito três meses depois. Os cuidados pós-transplante eram exigentes: nada de ir ao mercado, ao shopping, sair na rua só de máscara, e comer tudo cozido, nada cru; além disso, não pode ter contato com animais. Por este motivo, ao sair do hospital passou alguns meses na casa da irmã, pois na da sua mãe, onde morava, tinha um cachorro. “Na ocasião, minha irmã estava grávida, então participei muito de toda gestação. Assisti Betina nascer, cuidei dela, e preparei seu aniversário de um ano”, lembra. 


Quando era garçonete em buffet infantil, Jéssica viu muita montagem de arco de balões, então resolveu ela mesma experimentar e fazer para a festa da sobrinha. “Deu certo e depois disso o pessoal começou a pedir”, diz. Uma das grandes incentivadoras de Jéssica foi Adriana, proprietária do buffet The Falls, no bairro de Sousas. “Ela me chamou para fazer os arcos e foi uma vitrine para mim, me ajudou muito!”, reconhece. No início, Jéssica fazia arcos simples para clientes que não contratavam empresas de decoração de balão. Mais tarde começou a ousar com miniesculturas, então passou a ser indicada para fazer trabalhos mais simples, mas que não eram mais apenas arcos da fachada. Aos poucos os clientes foram conhecendo seu trabalho e chamando Jéssica para decorar também em outros buffets. 


Após tanto esforço, seu trabalho é reconhecido em Campinas, e Jéssica conta que não trabalha sozinha. “Tenho parceria com Joelma Agéssi, da Themática Balões. É minha concorrente, mas é parceira também. Nos ajudamos muito”, afirma. A amizade de Jéssica e Joelma nasceu nos cursos Brasil afora. “Trabalhei bastante sem fazer curso. Hoje faço pelo menos dois cursos ou congressos por ano. E sempre vamos juntas!”, garante. Sua família é também outro ponto de apoio importante. “Sempre foi essencial. Me apoiou do começo ao fim. É minha equipe”, resume. E sobre sua loja, no bairro Taquaral, Jéssica fala que sempre teve vontade de ter um ponto para atender os clientes. Conseguiu. Seu carro-chefe são os bubbles inflados, vende muitos balões metalizados, faz atendimento personalizado, e presta assessoria individualizada. “A cliente chega perdida, a gente a ajuda a encontrar o que quer”, orgulha-se.


Jéssica tem mesmo muito a comemorar: o reconhecimento do seu trabalho, a abertura de sua loja, e principalmente, sua cura. “Em dezembro de 2016, completei cinco anos de transplante, que é o tempo que podemos nos sentir curados!”, celebra. “Nunca imaginei que estaria aqui. No início achei mesmo que ia morrer. O balão realmente me ajudou porque trabalhar com festa, com vida, te traz alegria, é gostoso”, finaliza.

Clique aqui e veja mais fotos e leia a Revista completa!